Golden Globe 2018 - o que teve?

Thiago Pasqualotto - 10:49

A cerimônia de entrega do Globo de Ouro 2018 aconteceu na noite deste domingo (7), em Los Angeles, nos Estados Unidos. Entre os principais premiados estão as séries 'Big little lies' e 'The Handmaid's Tale' e o filme 'Três anúncios para um crime'.

O preto dominou no red carpet como forma de protesto para divulgar o movimento Time’sUp, um coletivo criado por atrizes e funcionárias de Hollywood para combater todo tipo de abusos e desigualdade. 

Diferente dos outros anos, esse é um post focado mais em pessoas do que em roupas.


Teve a musa Catherine Zeta-Jones que mantem a mesma plenitude de quando vi primeira vez A Máscara do Zorro, em 1998. Aos 48 anos, dona Zeta tá melhor do que eu aos 18.


Teve Mandy Moore, a matriarca da sensacional série This Is Us. 
"Minha cara quando eu chego em um evento e lembro que os boletos da semana já estão pagos"


E teve Dakota Johnson usando todo o tecido que não pode usar na péssima franquia de "50 tons de cinza". Nem toda a putaria do mundo compensa esta bomba disfarçada de filme.


Alexis Bledel estava representando “The Handmaid's Tale”, mas poderia ganhar todos os anos pela Rory de “Gilmore Girls”. Exceto as vezes que ela brigou com a Lorelai e eu fiquei com vontade de socar a cara dela.


Apesar do manifesto, foi uma noite de muito brilho e as cores entraram nos detalhes, como mostra esse Armani Privé da Allison Williams. 


Mas como em tudo na vida, sempre tem uma songamonga querendo ser a diferentona. A atriz Blanca Blanco (quem?) errou no nível - convidada de casamento vestindo branco pra competir com a noiva.

Instagram

Na vida eu sou a Dakota Johnson atenta nas reações da Angelina Jolie enquanto a Jennifer Aniston apresentava uma das categorias. 


Jolie te despreza!


"Game of Thrones" não levou nenhum prêmio pra casa, mas meu shipp proibido estava vivo e juntinho. Meus pais Daenerys e Jon Snow! 


Time’sUp em nada lembra o protesto feito por Paolla Oliveira em 2014. Não é apenas uma cor, a iniciativa inclui um fundo de ajuda às mulheres vítimas de assédio.


Além disso, cada atriz envolvida levou uma ativista para o tapete vermelho. Meryl Streep convidou Ai-Jen Poo, que defende os direitos das trabalhadoras domésticas.

print @realitysocial

Emma Watson chegou com Marai Larasi, que luta contra a violência contra mulheres negras e minorias.


Natalie Portman subiu ao palco para apresentar o prêmio de melhor diretor e soltou um shade pela falta de mulheres na categoria de melhor direção.


Nicole Kidman levou a primeira estatueta da noite como melhor atriz de minissérie por "Big Little Lies". E fica aqui a indicação de uma série maravilhosa que vocês precisam assistir.


E Elizabeth Moss levou o merecido prêmio de melhor atriz em série dramática por "The Handmaid’s Tale", outra série que vocês precisam colocar na lista de prioridades. 


Jennifer Aniston estava animadíssima... Não, pera! Essa é a Barbra Streisand, sempre confundo.


Agora sim, Jennifer Aniston! Vontade de subir no palco e dar um prêmio para essa maravilhosa por ter me feito tão feliz em Friends.


Sempre fico imaginando como seria a vida dos artistas gringos se nascessem no Brasil. Por exemplo, Mariah Carey estaria em uma categoria entre Mulher Melão e Jojo Toddynho.

print @realitysocial

Debra Messing, a estrela de Will and Grace, protagonizou um dos momentos mais épicos do prêmio. Entrevistada por Giuliana Rancic, do canal E!, Debra chamou a atenção do canal por não pagar de forma igual as mulheres.


Resumindo, ela disse o seguinte: "fiquei chocada quando soube que o E! não paga o mesmo salário para mulheres igual paga para os homens". A bomba estourou após uma apresentadora do E!, Catt Sadler, pedir demissão ao descobrir que não ganhava o mesmo salário que seu colega de trabalho. 


O prêmio honorário Cecil B. DeMille foi para Oprah Winfrey, que se tornou a primeira mulher negra a recebê-lo e fez um discurso emocionante. 


"Eu tenho certeza de que falar a sua verdade é a ferramenta mais poderosa que temos, e sou muito orgulhosa de todas as mulheres que se sentiram fortes o suficiente para se manifestarem e compartilharem suas histórias...”


Viola aprovou e a gente também!

Dicas de séries e filmes compartilho no meu Instagram, clicando AQUI.
Publicado por Thiago Pasqualotto TAGS:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
siga-nos twitter
Bic Müller Thiago Pasqualotto
@bicmuller
@thiago_p