POST NOSTALGIA PARTE II - PRODUTOS DE BELEZA ANTIGOS QUE COM CERTEZA JÁ HABITARAM A SUA CASA

Bic Muller - 13:40

Ontem rolou a primeira parte do post sobre cosméticos que fizeram parte da nossa infância e as memórias foram aflorando tanto que precisei dividir em dois posts. A primeira parte está AQUI.

Hoje vamos ver o que de mais moderno havia no quesito cosméticos no passado.

Então pega seu spray Karina, seu Phebo preto e vem com a gente!


Pomada Minancora



O clássico dos clássicos. Era (ainda é) usada para qualquer coisa. Desde secativo de espinhas, anti olheiras,  para frieiras, assadura, pêlo encravado, benzimento, despacho e até desodorante. É tipo o coringa dos cosméticos e ainda possui usuários fiéis que dizem que é milagroso mesmo. Ta bom, né...

Polvilho


Esse era outro que o povo de antigamente adorava tacar em tudo. Chulé? Taca polviho. Frieira? Taca polvilho. Cecê? Taca polvilho. Tenho um trauma desgraçado desse troço. Quando eu tive catapora, minha vó ficava tacando esse talco em mim porque "secava as feridas" arghhh. Alguém mais aí tem esse trauma?

Kolene


Você pode até nunca ter usado exatamente no cabelo, mas já deve ter sentido o cheiro dele por aí, com certeza. O pessoal nunca teve limites para usar o Kolene. Tinha que encher a mão de creme e tacar no cabelo e espalhar seu aroma característico pelo buzão de manhã.


Raquito de Sol


Era o bronzeador da moda, também by Paraguay. Segundo minha mãe, é o que deixava a cor mais bonita, pena que manchava todo o biquini. 

Sabonete Francis


Esse sabonete era chic, ficava só no banheiro das visitas.

Phebo preto


Deixava uma poça preta no box, era horrível de passar e tinha um cheiro tão forte que ardia as narinas. Mas tem gente que gosta. Não julgo, só não me obriguem a cafungar esse sabonete.



Vasenol


Era uma delícia o cheirinho e devia ser caro, pois minha vó ficava louca quando eu bezuntava as mãos com esse creme. Como tava escrito mãos e unhas, eu achava que fazia a unha crescer, então usava bastante pra ela crescer muito, ué!

St. Ives 


Esse creme era caríssimo, tinha um cheiro muuuuuito bom e as mães tinham que esperar alguém ir para o Paraguay para trazer. Se você tinha um desses em casa, você possivelmente era a prima rica.

Spray Karina


Com certeza um abraço depois da sua vó fazer o cabelo tinha esse cheiro. 
Podia acontecer um furacão categoria 5 perto da sua avó que o cabelo dela com esse spray continuava intacto parecendo algodão doce.

Gel New Wave


Se você se acha muito moderno, hipster, instagrammer e inovador por usar glitter no cabelo em 2016, fique sabendo que isso é mais velho que andar pra frente! 

Assim como praticamente tudo o que tá na moda hoje, é só uma cópia releitura do passado.

Gel com glitter era duas alegrias: uma quando passava no cabelo e outra quando conseguia tirar. A maioria usava apenas no carnaval, com exceção dos clubbers (um dia falarei um pouco mais deles...)

Perfume Cuba


Se você não tinha uma enxaqueca desgraçada com esse perfume, então você possivelmente usava ele e causava a enxaqueca nos outros. Perfume de desgraça com aroma de desespero.

Avanço


Certamente foi elaborado pelo mesmo capeta que criou o Cuba. 
Mas tinha as melhores propagandas


Ted Lapidus


Não sei exatamente porque, mas aparentemente o objetivo de todos os perfumes masculinos desta época ou era parecer que o cara morava dentro de um tronco ou era causar enxaqueca nas pessoas.

Ops



É o Thaty da nova geração. Minha pré adolescência tem esse cheiro, era o máximo entre as meninas e acho que todas elas usavam ele. 

Perfume Angel


Era carésimo por causa do frasco chique de cristal e na época tinha um aroma super único e incrível. Só as tias ricas tinham. Se sua mãe não tinha, então provavelmente ela era a tia pobre.
Era uma delícia, mas daí começou uma avacalhação de Angel inspired e hoje esse cheiro deve dar arrepios em maior parte da população.

Anais Anais


Eu nunca tive maturidade pra esse nome
AUHEHUAHUEHUAHUEAHUEHUAHUE ai ai...

Giovanna Baby


Virou uma febre absurda. Foi neste momento em que decidiram de fato que quarto de criança e bebê tinha que ter cheiro de bebê (o cheiro de bebê que conhecemos, na verdade é esse perfume)
Eu queria muito ter esse bichinho, mas era a prima pobre então minha vó fez um de lã pra mim hihihi

Perfume da Vó


Eu acho que a pessoa só recebia o certificado de avó se tivesse esse perfume na penteadeira. O famoso "cheirinho de véia".

Gloss de moranguinho



Que atire a primeira pedra quem nunca comeu esse gloss!
Eu não, imagina. Mas minha amiga disse que a parte escura era mais gostosa...

Gloss de maçã


Minha amiga disse que esse tem um gosto melhor que o de morango rs


Gloss da Avon

Que delícia passar isso na boca e ficar parecendo que comeu frango frito sem guardanapo né gente?

Mini batons


Teoricamente isso era apenas mostruário e eu não sei bem exatamente como esse kit ia parar na casa das pessoas. Mas eu tinha, adorava um que era bem coral e um bem rosinha. O marrom eu usava quando brincava de Jovens Bruxas (quem nunca? eu sempre? #TeamNancy)

Estojo de sombras


Era caro e vinha do Paraguay. As pessoas tinham muito luxo e cuidado com esses kits, pois não dava pra importar um desses o tempo todo, néam?
Validade aparentemente era algo que não existia, pois eu lembro de um mesmo estojo durante anos habitando minha casa e as pessoas usando de boas.

Torre de Glitter



O legal desses estojinhos era meio que ter eles. Porque usar, assim, de verdade, acho que ninguém nunca soube. Naquela época não tinha blogueira de moda pra nos ensinar!

Bom, por enquanto é isso. Esse assunto rende demais, pois acho que todo mundo lembra com muitas saudades da época de infância, então transformei esses posts em uma série.
Voltamos em breve com mais uma viagem no tempo.
Se quiser sugerir algum tema das antigas pra gente relembrar, conta pra gente AQUI

Publicado por Bic Muller TAGS: , , ,
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
siga-nos twitter
Bic Müller Thiago Pasqualotto
@bicmuller
@thiago_p